quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Hoje...


E hoje quando me olho ao espelho
Não vejo ninguém
Somente a sombra ténue
Daquela que já foi mais além
Hoje sou um resto de nada
Uma alma abandonada
De tudo o que possa existir
Alguém que já não sabe sorrir
Hoje eu trago rancor
Num coração
Que um dia transbordou de amor
Hoje as lágrimas inundam o meu rosto
A dor preenche a minha alma
E a vida é apenas um desgosto
Hoje a luz do sol não é sinónimo de alegria
E o canto do rouxinol
Comigo não está em sintonia
E hoje num dia de calor
De prazer e emoção
Eu apenas sinto a dor
Que carrego no coração
Foi num dia como hoje
Que Deus te levou para longe
E contigo levou a minha alegria
A vontade de viver e aprender
A força da alma que me fazia lutar
A alma que tão bem me ensinou a amar
Deus levou-me tudo
Tudo o que eu queria ter
E esse tudo eras só tu
E a tua alegria de viver
A vontade de sorrir
Mesmo que o mundo esteja a ruir
A vontade de vencer
Neste mundo que só te faz perder
A vontade de sonhar
Num mundo em que tudo está a acabar
O eterno calor
Que me dava o teu amor
A eterna magia
De toda a fantasia
De um mundo de encantar

*****************************

E todos os dias peço a Deus
Que finde os dias meus
Que me leve pra junto de ti
E de novo me faça feliz!

3 comentários:

Rakel disse...

Palavras para k???? o poema dix td!! a únika koixa kom k nao konkordo é a ultima parte...

mas mxm axim axu k este poema revela todos os teus seuntimentos nakela altura!!!

Joana Oliveira (mais conhecida por juju) a poetisa lol


bju gande dwt

e já sabes continua a postar os teus poemas para faxeres delicia de kem os lê****

João Coelho disse...

"rakel disse...
Palavras para k????"

"Quando eu te vejo...sinto saudades, dos teus dias quentes..."

bjinho*

Sílvia disse...

Olá!!!
O poema é de tal forma profundo, que até dá para chorar...='(
Sou msm lamechas...
Eu não aguentava o que passaste, e admiro-te imenso por isso!!
Adoro-te!!
bju